A catarse da idiotia

Gustave_Courbet__Fotor

Pintura de Gustave Courbet –  Le désespéré

Mais uma vergonhosa performance dos brasileiros – desta feita em terras de Fiódor Dostoiévski – consolida aquilo que alguns de nós já percebemos aqui dentro do país e, de certa forma, também é a imagem que alguns outros povos têm da nossa “cultura”. Sim porque transformou-se em cultura. O comportamento irresponsável de grande parte dos brasileiros, seu desrespeito por aquilo que é público e portanto, também é dos demais, demonstra nossa frágil noção de alteridade (e aí também se inclui o descaso com a imagem dos outros).

O desrespeito dos brasileiros por seu semelhante (que, neste caso, é diferente em função da linguagem e gênero, uma mulher russa), beira a patologia. Como alguém pode usar outra pessoa, para apenas debochar e expor seu desconhecimento ou ingenuidade, além de ridicularizar sua condição feminina? E isso tudo no meio da rua, como se fosse uma grande festa de confraternização, filmando e distribuindo por redes sociais. Tornando pública sua “pequena delinquência”.

Embora nossas autoridades (um Ministro do Turismo inclusive) insistam que o alarde seja demasiado, alegando que “os brasileiros estão muito intolerantes com as falhas alheias”, devemos lembrar que provavelmente os brasileiros estejam com pouca paciência uns para com os outros porque não aguentem mais se verem diante deste espelho. Não teria sido nossa paciência e complacência com este tipo de estupidez que permitiu que ela se alastrasse, contaminando a sociedade? Não terá sido a falta de punição por parte das autoridades, para com este tipo de comportamento, que consolidou o sentimento de impunidade entre a população? Não existe correlação entre estas “brincadeiras estúpidas” e o turismo sexual, que deveria estar sendo combatido pelo Ministro?

idiota

“Mas foi apenas uma brincadeira”. Claro, sem dúvida uma brincadeira feita por imbecis, que se acham superiores, irresponsáveis o suficiente para desrespeitar alguém que não sabe o significado do que você está falando. É mais ou menos como guiar um cego para que ele caia em um buraco; como aproveitar-se de uma criança para ter uma vantagem sexual; como enganar um analfabeto na hora de assinar um contrato.

Entendo que é pouco chamar de “molecagem” o que aconteceu, mas sobre este termo sugiro uma leitura do texto de Sérgio Rodrigues na Folha de São Paulo sobre este conceito, sua ligação  e enraizamento na sociedade brasileira. Um texto preciso que demonstra o perigo de tratar com irresponsabilidade, cultivar ou mesmo estimular certas ideias diante de nossos filhos, amigos, ou povo.

Os brasileiros se especializam nestas “brincadeiras” fazendo piadas com pobres, negros, orientais, burros, desdentados, aleijados, gordos, homossexuais, deformados de todas as ordens, cegos, surdos, temos um apelido para cada categoria, temos um tipo de desprezo para cada ocasião. Tudo que inicia com aparência inocente torna-se com o tempo um corpo sólido e resistente. Não estou fazendo ficção, basta olharmos ao redor: as ruas estão novamente cheias de mendigos, são quatorze milhões de desempregados, crianças sem escolas e fadadas ao fracasso profissional, empresas quebrando, números de violência crescente. Violência como a que o brasileiro brincalhão expôs a mulher russa através do seu smartphone.

“Mas são apenas brincadeiras”. A maldita mania brasileira de brincar sobre tudo transformou o país, também em uma grande piada, só que neste caso com consequências trágicas para a camada mais frágil da sociedade. Embora, mais uma vez, mesmo a classe mais rica também esteja sentindo a grande armadilha em que está metida. Relaciono aqui comportamento e economia porque acredito que nosso comportamento é a base que determina até onde podemos chegar em qualquer âmbito social. E se tratamos tudo como piada, é triste, mas nossa economia não será muito diferente disso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s